Clipes & Singles: Semana 26/2014

Clipes & Singles

Robert Plant – Rainbow

Quem acompanha o trabalho do ex-vocalista do Led Zeppelin nos últimos tempos já sabe que o músico está cada vez mais próximo do universo folk. Pois um novo capítulo dessa nova fase da carreira do consagrado cantor deve ser apresentado em seu próximo álbum, “Iullaby and… The Ceasless Roar”, a ser lançado no dia 9 de setembro. A primeira canção do novo trabalho a ser revelada, “Rainbow”, calma e atmosférica, se agarra em um instrumental bem agradável, porém econômico, procurando destacar, obviamente, a performance vocal de Plant – bem como seu conhecido lado exotérico.

Grimes – Go

O novo single de Grimes, o primeiro depois do álbum “Visions”, foi anteriormente oferecido à cantora Rihanna, que acabou o recusando. Que bom. Longe dos exageros vocais e estéticos da barbadense, “Go” encontra encontra nos confortáveis vocais de Grimes e na caprichada produção de Blood Diamonds a morada perfeita para seus versos bem encaixados. Ainda não há maiores informações sobre o novo disco da cantora, mas quem gosta de música pop caprichada deve ficar atento nos próximos meses.

Jónsi – Where No One Goes

As animações estão com tudo. Não, esse blog não se dedica a filmes, tampouco somos fãs incondicionais de desenhos animados… Mas não dá para negar que, tratando-se de trilha-sonora, as produções animadas estão em ótima fase. “Como Treinar o Seu Dragão 2”, filme que dá sequência a uma bem-humorada franquia centrada na cultura medieval, traz nada mais nada menos que Jónsi, líder do Sigur Rós, como principal nome de sua trilha-sonora. Aqui, o islandês assina a canção “Where No One Goes”, que mesmo passando longe dos grandes êxitos do Sigur Rós, se comporta como uma música marcante – ponto fundamental para trilhas de produções cinematográficas.

FKA Twigs – Two Weeks

As velhas heranças do R&B são tratadas por FKA Twigs com um olhar constantemente voltado para o futuro. Em sua nova faixa, “Two Weeks”, a música negra da América do Norte encontra o future garage, e os vocais cheios de personalidade se derramam em arranjos etéreos… Tudo, no fim, construindo um teor atmosférico: uma impressionante produção. Se isso não bastasse, ainda há uma bela produção audiovisual, tratada pelas mãos de Nabil Elderkin.

Phil Selway – Coming Up For Air

O baterista do Radiohead está para lançar o seu segundo disco em carreira solo, intitulado “Wheatherhouse”. Pela primeira faixa do disco a ser apresentada, o resultado tenderá a ser ótimo: “Coming Up For Air” é uma belíssima canção, repleta de melancolia, e devido a seu aspecto atmosférico pode lembrar os trabalhos de Thom Yorke fora do Radiohead. Ainda que todos os elementos dos arranjos formem um conjunto excepcional, o destaque maior acaba ficando para a bela linha de bateria.

Sia – Big Girls Cry

Mais uma das faixas do álbum “1000 Forms of Fear”, da cantora Sia, acabou sendo revelada – só que dessa vez não-oficialmente. Canção que faz companhia a “Chandelier”, entre outras canções, no set list do disco, “Big Girls Cry” se desenvolve em um andamento bonito, em que as emoções se mostram à flor da pele, alocando com perfeição o vocal poderoso da cantora. “1000 Forms of Fear” tem tudo para ser um dos principais lançamento do ano no que tange à música pop.

Foster the People – Pseudologia Fantastica

“Supermodel”, como um todo, pode até ter falhado, mas nada impede que encontremos no segundo disco do Foster the People alguns números interessantes. Certamente a melhor canção do disco, a colorida “Pseudologia Fantastica” agora recebe um tratamento audiovisual dirigido pelo próprio Mark Foster, se relacionando de forma natural com a psicodelia dos rumos sonoros.

Zola Jesus – Dangerous Days

A norte-americana com descendência russa Nika Danilova mostrou ao público a primeira faixa de seu novo disco, intitulado “Taiga”. Em “Dengerous Days”, a forte voz da cantora casa-se com uma melodia confortante que, ao se unir com um andamento dançante, acaba criando uma bonita atmosfera sonora. O novo trabalho do projeto Zola Jesus deve ser lançado no início de outubro.

Bombay Bicycle Club – Come To

Depois de apostar na riqueza da cultura indiana em seu último clipe, agora o Bombay Bicycle Club deixa de lado os aspectos luxuosos para fazer de sua nova produção audiovisual um clipe simples, mas nem por isso menos assertivo: para dar imagens ao single “Come To”, uma apresentação ao-vivo da banda foi utilizada.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s