Clipes & Singles: Semana 01/2014

Clipes & Singles

Depois de um 2013 agitado, o novo ano já começa com tudo. Novas canções explodem pelo mundo da música, seja para mostrar um novo aspecto do que já conhecemos ou para apresentar a sonoridade de futuros álbuns. Sim, amigos, agora 2014 começou pra valer, e o nosso modesto blog abre o ano com o já tradicional resumo de singles da semana. Dessa vez, misturamos as principais músicas promocionais lançadas nos últimos suspiros de 2013 com as apresentadas nos primeiros instantes de 2014… Talvez um anúncio de que, nesse ano, ouviremos muita música boa.

Emicida – Papel, Caneta e Coração

O ano de 2013 apresentou-se como um divisor de águas para Emicida. Ao lançar o clássico imediato “O Glorioso Retorno de Quem Nunca Esteve Aqui”, o rapper se tornou um dos músicos mais aclamados do Brasil, indo além dos limites naturais do hip hop nacional. Ao lançar uma nova cação, “Papel, Caneta e Coração”, o artista parece querer homenagear o público que tanto tem o louvado, e ao mesmo tempo, com um novo clipe, fazer uma espécie de retrospectiva, unindo imagens dos bastidores de seu trabalho em 2013.

Ariel Pink & Sky Ferreira – My Molly

Grant Singer resolveu unir Ariel Pink e Sky Ferreira em uma canção rápida, em um pequenos show em um cômodo totalmente branco. Envolvidos pela performance, atuando livremente, os músicos acabaram dando imagens envolventes à energética canção, que acomoda a guitarra suja e o aspecto caseiro da música de Ariel Pink no pop alternativo envolvido por vozes plásticas de Sky Ferreira. Bem que os dois poderiam colaborar em outras oportunidades, não?

Pixies – Blue-Eyed Hexe

Os rumos atuais da banda Pixies são difíceis de entender. Há muito tempo sem lançar nada, a banda apresentara, em setembro 2013, um novo trabalho, porém pequeno, intitulado “EP1”. Agora, com nova baixista e tudo (Paz Lenchantin herdou o posto deixado por Kim Shattuck), o grupo decidiu lançar mais um novo EP. Não seria melhor lançar um álbum “de verdade” de uma vez, Black Francis? Talvez para suprir a grande inatividade, algo maior ainda esteja a caminho… Enquanto isso, sem deixar a desconfiança de lado, acompanhemos o novo single da banda, “Blue-Eyed Hexe”, que mais parece uma colaboração com os australianos do AC/DC.

Katy B – Crying for No Reason

Com “Little Red”, Katy B parece inclinada a dar um novo rumo à carreira. Indo em uma direção contrária ao primeiro disco da britânica, “On a Mission”, de 2011, o novo álbum, cujo lançamento está previsto para o dia 3 de fevereiro, parece transformar aquele pop descompromissado de outrora em um exercício pleno de evolução, encontrado na sobriedade adquirida pela cantora um destacável ponto de maturidade. “Crying for No Reason”, uma das faixas do futuro registro, agora ganha um clipe em que a pouca luminosidade procura representar a nova sonoridade da artista.

Silversun Pickups – Cannibal

Três discos de estúdio já servem para a construção de uma compilação? Para o Silversun Pickups, a resposta é sim. Enquanto a boa banda agrupa suas melhores faixas em “The Singles Collection”, uma faixa inédita que fará parte do registro é apresentada aos ouvintes. Reunindo parte da tradicional sonoridade do grupo, mas ao mesmo tempo apresentando sinais de inovação, “Cannibal” afunda-se em um instrumental torto, permeado por riffs sujos, vocais etéreos e uma constante interação do indie rock com a música eletrônica. Uma canção excitante, mas que estará em um disco desnecessário. Se compilações poucas vezes são bem-vindas, uma que reúne canções de apenas três álbuns é menos ainda.

Run the Jewels – Pew Pew Pew

EL-P e Killer Mike planejam, para o dia 13 de janeiro, o lançamento da versão deluxe do primeiro disco do duo – aclamado trabalho que também figurou na nossa lista dos 30 melhores álbuns internacionais de 2013. Com seu hip hop cru, rotulado como “hardcore”, a dupla de rappers implementa a extensão de seu disco com uma canção que acompanha todos os êxitos das faixas já conhecidas, trazendo em um turbilhão de batidas e rimas uma base pra lá de bem resolvida.

Band of Skulls – Be Mine

As bandas que planejam lançar novos discos nesse ano de 2014 não perdem tempo para atiçar seus ouvintes. Um desses casos ocorre com o trio “Band of Skulls”, que para promover seu próximo trabalho, o álbum “Himalayan”, revelou a faixa “Be Mine” e, de quebra, o seu clipe. A música, que inicia-se tranquila, melódica, dando amplo destaque para as harmonias, acaba encarando uma explosão barulhenta em seu desfecho. Um aperitivo delicioso, e a promessa de um bom disco.

Elliphant – Where Is My Mama At

Em um clipe que parece representar a sua infância, a rapper sueca Elliphant atira um bocado de rimas para o ouvinte em meio a uma produção assertiva de batidas e efeitos sonoros. Nada de brincadeiras tradicionais de criança, porém, fazem parte do cotidiano das garotas do vídeo: andar dentro de um carrinho de supermercado, passear sobre trilhos de trem e pichar estão entre as atividades desenvolvidas pelas meninas, enquanto dançam uma coreografia ao som da canção.

Yuck – Somewhere

Em um clima melancólico, com muita melodia, se apresenta a canção “Somewhere”, faixa de “Glow & Behold”, segundo álbum dos ingleses do Yuck. Acompanhando a movimentação de um aeroporto, o quarteto consegue produzir, com a direção de Jacob Perlmutter, a perfeita representação em imagens para os rumos melódicos. Certo ar de saudade e uma tristeza discreta permeiam a canção (e o vídeo) em sua totalidade, perfazendo um número especial para recolhimento. Não à toa, é uma ótima pedida para antes de dormir.

Drake – Trophies

Outro cara que não pode reclamar nada de 2013 é Drake. O canadense, que encontrou em “Never Was the Same” o auge de sua carreira (o disco inclusive fez parte da lista dos melhores discos do ano deste blog), nos últimos dias foi até elogiado por Lorde – que, tempos atrás, havia criticado a sua música, chamando-a de superficial. Somado a isso, uma participação pra lá de assertiva no último disco de Beyoncé, e a certeza de ser um dos músicos mais requisitados da atualidade. Para brindar um ano tão bom, e ao mesmo tempo dar a largada para seus projetos em 2014, o músico liberou uma nova faixa, “Trophies”, que acompanha todo o bom resultado alcançado pelo último disco.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s