Experimente: O indie-pop de Sky Ferreira

Sky Ferreira

Por: Renan Pereira

O blog está entrando em uma nova fase, com a inclusão de novas seções. Uma destas é a seção “Experimente”, que levará ao leitor uma breve apresentação de novos nomes de destaque da música (nacional ou internacional). Para começar, nada melhor do que falar sobre uma das novas artistas mais comentadas dos últimos três anos: Sky Ferreira.

Nascida em 8 de julho de 1992, Sky Tonia Ferreira tem se tornado um dos nomes mais promissores do cenário indie/pop. Detentora de descendências brasileiras, portuguesas e indígenas norte-americanas, a cantora foi alocada no mundo da música ainda quando criança: criada pela avó, acabou morando próxima de Michael Jackson. “Nós ficamos amigas dele”, contou Ferreira, em entrevista à BBC Radio 1. “Quando eu nasci, fui criada em torno dele, e eu sempre o vi. Tive férias com ele e coisas assim”.

Aos treze anos, a fim de refinar a sua voz, Sky Ferreira começou a fazer aulas de ópera. Este fato, em especial, mostra-se de fundamental importância para entender seus rumos vocais, que frequentemente emprestam do canto lírico as suas bases. Pouco tempo depois, com um perfil no Myspace, ela começou a chamar a atenção de produtores através de suas primeiras demos, inspiradas na música de grandes expoentes da música pop… Bebendo dos conceitos de artistas aclamados pela crítica (como Prince, Madonna e Alice Cooper) ou pelo público (como Britney Spears, Gwen Stefani e Nanci Sinatra), Ferreira foi, aos poucos, se tornando um dos destaques da nova geração da música pop.

Após ter assinado com a Parlophone em 2009, ela apareceu no vídeo de “Pop the Glock”, da cantora Uffie, e estrelou, subsequentemente, o filme independente “Putty Hill”. Uma artista completa, Sky Ferreira sempre trabalhou para construir uma figura de impacto: emprestando das divas do mundo pop a necessidade de valorizar a imagem, ela acabou ficando naturalmente apta a trabalhos de modelo e atriz. Em 2010, lançou seus primeiros singles: “17”, “One” e “Obsession”.

Seu primeiro EP, “As If!”, foi lançado em março de 2011 e, a partir daí, o hype criado em cima de sua imagem só aumentou: sua aparição em campanhas publicitárias e capas de revistas elevaram a sua fama, ajudando a criar, enfim, a sex-symbol teen que se propunha. Para alimentar ainda mais esta personalidade, a canção “Sex Rules” foi lançada como single.

Em meio a especulações sobre a data do lançamento de seu primeiro álbum de longa duração, um novo EP acabou sendo apresentado ao público: em outubro de 2012, “Ghost” veio à tona, incrementando elementos à sonoridade cada vez mais rica de Sky Ferreira. Em conjunto, os singles “Red Lips” e “Everything Is Embarrassing” foram lançados.

Porém, finalmente, o primeiro álbum da cantora tem data para ser lançado; esperado para o fim do mês de outubro, “Night Time, My Time” deve seguir a sonoridade dos EP’s, mas aproximando cada vez mais Sky Ferreira do grande público… Está nascendo uma nova grande estrela da música pop? Com o lançamento de seu último single, “You’re Not the Only One”, já é perceptível a fácil acessibilidade que o disco apresentará. Se o melhor modo de alcançar a aclamação é trabalhar aos olhos do grande público, a jovem parece saber muito bem disso.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s