2010: Teenage Dream – Katy Perry

Katy Perry é uma das estrelas pop da atualidade, conquistando cada vez um público maior com seu carisma, bom humor e beleza. Em seu último álbum lançado, Teenage Dream, ela mostra um som que caracteriza o pop atual, dominando as paradas de sucesso por todo o mundo.

A primeira faixa, que é aliás a faixa que dá título do álbum, é uma boa música, com uma introdução legal, e que vai se revelando calma até a chegada do refrão matador; é uma canção bem feita, com algumas variações de ritmo positivas, mas a voz bastante artificial de Katy é algo negativo. “Last Friday Night (T.G.I.F.)” é um dos pontos fortes do álbum, sendo uma música bem humorada e, por incrível que pareça, com um instrumental que apesar de discreto, é muito bem feito, com alguns riffs legais de guitarra e um solinho no estilo sax, que se destacam em meio à parte eletrônica. “California Gurls”, que conta com a participação de Snoop Dogg, tem um refrão extremamente grudento, o que ajudou a canção a se tornar um grande êxito comercial como single; apesar do clip bastante apelativo e vulgar, e de alguns versos que repetem esse defeito, é uma música válida, legal de se ouvir. “Firework” é, sem dúvida, a melhor música do álbum, se apresentando como um clássico do pop-eletrônico; muito bem produzida, e com uma boa performance vocal de Katy, é uma canção de muito bom gosto, se inundando em um ritmo contagiante em meio à união de sintetizadores e violinos.

Só que o álbum, que vinha tão bem audível até a quarta faixa, a partir da quinta desanda muito. “Peacock”, a quinta faixa, além de conter um péssimo instrumental, com batidas irritantes, e de versos fracos e muito repetitivos, imitando o pior da cena pop atual, tem uma letra infeliz e de bastante mal gosto. “Circle the Drian” até tenta ser uma boa canção, com uma introdução até animadora, mas que incrivelmente não cresce, caindo num som confuso e sem rumo. A sétima, “The One That Got Away”, é outra que começa bem, e tem até uma performance vocal interessante (apesar da visível e excessiva utilização de recursos computacionais para a melhora da mesma), mas acaba ficando num ritmo que, além de clichê, estaciona na mesma durante toda a música.

O título da oitava música, “E.T.”, mostra bem como é a música; um extraterrestre verde tentando ser sociável, mas falhando em cair numa tremenda falta de criatividade, sem a possibilidade de se comunicar de forma efetiva com os humanos. “Who Am I Living For?” é tão clichê que, mesmo que você nunca tenha ouvido alguma música de Katy Perry, jura que tenha ouvido essa música em algum lugar; Katy não combina nada com rap, e a excessiva presença de elementos de música negra nessa música a torna totalmente mal encaixada no álbum. A décima, “Pearl”, até tem um ritmo legal, bem dançante, mas é infelizmente outra faixa em que a falta de criatividade é visível, mostrando a dificuldade de Katy em criar um estilo próprio, e a sua desesperadora necessidade de investir em fórmulas prontas e já saturadas.

“Hummingbird Heartbeat” tem um instrumental rock, já se destacando por não ter grande presença de elementos eletrônicos; é uma música até razoável, mas que não se encaixa de jeito nenhum no álbum, cuja presença torna o “Teenage Dream” algo como um animal com corpo de ovelha e cabeça de lobo. Felizmente, a última faixa, “”Not Like the Movies”, é uma grata surpresa, donde se pode ouvir melhor toda a capacidade vocal de Katy, que especialmente nessa faixa, soa doce como nunca; uma boa música, pra encerrar bem o álbum.

“Teenage Dream” não é nenhuma maravilha, pecando principalmente na falta de consistência. Nele, é possível se ouvir algumas músicas bem legais, mas outras que caem num repudiante marasmo, falhando terrivelmente em ficar num senso-comum. Katy é uma boa intérprete, e hoje em dia é uma estrela. Ela precisa ter não só grandes singles, mas também um álbum consistente, que mantenha, durante toda sua duração, a qualidade das melhores músicas. Falta um pouco de criatividade e brilhantismo para que Katy Perry faça um ótimo álbum, e se torne não só um sucesso de público, mas também um sucesso de crítica.

NOTA: 4,7

Track List:

01. Teenage Dream (Perry/Gottwald/Martin/Levin/McKee) [03:47]

02. Last Friday Night (T.G.I.F.) (Perry/Gottwald/Martin/McKee) [03:50]

03. California Gurls (Perry/Gottwald/Martin/Levin/Broadus) [03:55]

04. Firework (Perry/Eriksen/Hermansen/Wilhelm/Dean) [03:48]

05. Peacock (Perry/Eriksen/Hermansen/Dean) [03:51]

06. Circle the Drain (Perry/Stewart/Neuble) [04:32]

07. The One That Got Away (Perry/Gottwald/Martin) [03:47]

08. E.T. (Perry/Gottwald/Martin/Coleman) [03:26]

09. Who Am I Living For? (Perry/Stewart/Neuble/Thomas) [04:09]

10. Pearl (Perry/Wells/Stewart) [04:08]

11. Hummingbird Heartbeat (Perry/Stewart/Neuble/Barthe) [03:32]

12. Not Like the Movies (Perry/Wells) [04:01]

Download

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s