1957: Loving You – Elvis Presley

“Loving You” é o terceiro álbum de Elvis Presley e a trilha sonora do filme homônimo. É o primeiro álbum de trilha sonora lançado por Elvis.

A faixa 1 do álbum, “Mean Womam Blues”, é um daqueles tradicionais blues-rock, uma música bem da época, com um instrumental bem simples; uma boa música, sem dúvida, mas nada de muito especial. “(Let Me Be Your) Teddy Bear” foi o maior êxito comercial deste álbum como single, uma ótima canção, um dos destaques da discografia de Elvis; aqui também encontramos um instrumental bem simples, e mais uma vez a forte presença de backing vocals. “Loving You”, a terceira faixa, é uma das melhores interpretações românticas de toda a carreira do Rei; se trata de uma música belíssima, muito tocante, cuja estrutura é constituída apenas por um piano (que marca os passos), pelos backing vocals e a voz do Rei.

Na quarta música do álbum, “Got a Lot o’ Livin’ to Do”, a agitação volta a estar presente, sendo um forte rockabilly, mas que também não apresenta nada de muito incrível. “Lonesome Cowboy” é uma música ótima,  densa, ótima letra e interpretação incrível de Elvis, que utiliza toda a sua qualidade vocal para executar com maestria. “Hot Dog” também é ótima, com alta qualidade instrumental, mas com vocais simples.

“Party” é outro rockabilly, cantado com um pouco mais de agressividade; mas é outra música que não acrescenta nada demais, e acaba soando como “mais do mesmo”. “Blueberry Hill”, a segunda faixa do Lado B e oitava do álbum, é uma grande interpretação de Elvis e sua banda, uma canção agradabilíssima para os ouvidos. Segue então “True Love” uma canção romântica, que utiliza a mesma estrutura da faixa-título do álbum, porém com destaque ainda mais forte para os backing vocals.

“Don’t Leave Me Now”, a faixa 10, é mais uma música interpretada perfeitamente por Elvis, romântica, porém simples em demasia. A penúltima é “Have I Told You Lately That I Love You?”, outra música romântica, cujo ponto mais curioso talvez seja a marcação do passo (durante toda a música) com batidas de mão; mas soa um pouco enjoativa, até porque há uma má distribuição de faixas a partir da faixa 8 (excesso de músicas simples e românticas em sequência, o que não ocorria nos dois álbuns anteriores). “I Need You So” é outra romântica, mas dessa vez com um instrumental mais animado, com estrutura diferente, fazendo com que não soe enjoativa; esta faixa encerra o álbum, com mais uma grande interpretação vocal do Rei.

No link do final desse post, se encontra uma versão estendida do álbum, com mais oito faixas-bônus. Sem dúvida, vale muito a pena conferir.

“Loving You” é um bom álbum, afinal, Elvis é o Rei, e sua interpretação é sempre magnífica. Mas o álbum peca em alguns aspectos, devendo principalmente aos dois anteriores quanto à qualidade musical; não que “Loving You” não tenha boas músicas, muito pelo contrário, todas são boas, mas são menos incríveis que as dos trabalhos anteriores. Há também, no lado B, uma sequência um pouco exagerada de músicas lentas e românticas, o que deixa o álbum um pouco enjoativo.

NOTA: 7,8

Track List:

01. Mean Woman Blues (Claude Demetrius)  [02:15]

02. (Let Me Be Your) Teddy Bear (K. Mann/B. Lowe)  [01:45]

03. Loving You  (J. Leiber/M. Stoller)  [02:12]

04. Got a Lot o’ Lovin’ to Do (A. Schroeder/B. Weisman) [02:31]

05. Lonesome Cowboy  (S. Tepper/Roy C. Bennet) [03:07]

06. Hot Dog  (J. Leiber/M. Stoller)  [01:17]

07. Party  (Jesse Mae Robinson)  [01:26]

08. Blueberry Hill (V. Rose/Al Lewis/L. Stock) [02:39]

09. True Love (Cole Porter) [02:05]

10. Don’t Leave Me Now (A. Schroeder/B. Weisman) [01:58]

11. Have I Told You Lately That I Love You? (J. Russell/S. Wiseman) [02:31]

12. I Need You So (Ivory Joe Hunter) [02:37]

Download

Anúncios

Uma opinião sobre “1957: Loving You – Elvis Presley”

  1. esse disco seguiu uma formula na época que depois deu uma sequencia em alguns albuns do Elvis : Rock de um lado (lado A) e Baladas de outro (Lado B) mas esse disco foi muito icônico na época e para a geração, discordo que as musicas não são tão geniais quanto dos outros albuns ”Party” Foi Um grande Clássico da epoca, hoje esquecido, mas foi (recebeu até regravação de Paul mccartney) ”mean woman blues” tambem.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s